Thierry Neuville, piloto belga, num Hyundai I20 venceu o Vodafone Rali de Portugal 2018 e passou assim para a liderança do campeonato do mundo. Esta foi a segunda vitória do ano num total de seis provas.
Até à 7ª classificativa, num total de 20, esta 52.ª edição teve quatro líderes: Ott Tanak (Toyota Yaris WRC), Hayden Paddon (Hyundai I20 WRC), Dani Sordo (Hyundai I20 WRC) e Kris Meeke (Citroen C3 WRC).
Neuville, que tinha vencido o Rally da Suécia em fevereiro, passou para a liderança ainda antes da Super Especial do Porto e assim continuou durante o dia de sábado em que o Rally passou por estradas do distrito de Vila Real, nomeadamente na zona de Mondim de Basto. A vantagem ficou clara no dia de domingo nas últimas classificativas, em Fafe, sendo que Elfyn Evans (Ford Fiesta WRC) manteve a segunda posição à frente do finlandês Teemu Suninen também num Ford Fiesta WRC.
Neuville fez com que existissem duas estreias em Portugal: um piloto belga e um construtor sul coreano a ganharem. Mas também impediu que fosse batido o record relativo ao número de vitórias (5) partilhado por Markku Alen e Sebastien Ogier (Ford Fiesta WRC), pois este último, pentacampeão, não consegui vencer depois da saída de estrada que teve logo no primeiro dia. E mesmo fazendo os troços de sábado para poder fazer as classificativas de domingo e tentar ganhar os pontos extra da Power Stage da última classificativa de Fafe o piloto francês não consegui melhor do que o oitavo lugar e ainda viu o piloto vencedor ir buscar mais 4 pontos pelo segundo lugar na classificativa. Assim Neuville subiu ao primeiro lugar do campeonato com 119 pontos, mais 19 do que o anterior líder, Sebastien Ogier.
“Foi fantástico, o carro esteve perfeito e senti sempre o apoio da equipa durante o fim-de-semana. Eles fizeram um trabalho incrível, bravo para eles. Eu sabia que podíamos conquistar mais pontos na ‘power stage’, mas os pneus não estavam no melhor. Mesmo assim tentei e consegui quatro, enquanto o Sébastien [Ogier] não conseguiu nenhum. Foi uma boa manobra no campeonato. Como também tenho alguns portugueses na equipa a festa vai ser ainda mais rija”, afirmou Neuville.
O Mundial prossegue com o Rali da Sardenha, o sétimo dos 13 do campeonato, entre 07 e 10 de junho.

António Viamonte Rodrigues