Mais de duas centenas e meia de corredores presentes, em representação de 16 nações, abrilhantam edição inaugural de uma prova do escalão mundial UCI S2. De Portugal à Estónia, passando por Espanha, França, Bélgica, Holanda, Grécia, Gales, Inglaterra, Polónia e Alemanha, mais meia Europa alinha na edição inaugural da Pretorian Bike Race, prova internacional do escalão UCI S2, organizada pelo Mozinho Racing Team, em parceria com o Pedras Bikers Team e o Município de Vila Pouca de Aguiar.

Os europeus vão ainda ter que medir forças, ao longo dos 160 quilómetros distribuídos por 3 etapas, com corredores provenientes das Américas, estando presentes brasileiros, cubanos, argentinos e estado-unidenses. O dorsal número 1 estará na Protek do viseense Tiago Ferreira, que defende as cores oficiais da DMT Racing. O português, atual campeão da Europa de Maratonas BTT e vice-campeão do mundo da mesma modalidade, isto já depois de ter chegado ao título mundial em 2016. Entre os portugueses, destaque ainda para Mário Costa, David Vaz, José Dias, Ricardo Marinheiro, Gonçalo Amado, Bruno Sancho e Renato Ferreira. Piotr Brozózka é um dos líderes da forte equipa profissional polaca JBG-2 CryoSpace, que apresenta um palmarés de grande nível. Da Bélgica vem até terras transmontanas Jan Frederik Finoust. Ben Thomas é o nome forte entre os britânicos, sem esquecer o regular Tom Bell. Já Stephen Thum encabeça a forte armada alemã. O cubano Ernesto Mendoza dá um toque tropical à corrida, ostentando as cores da equipa francesa TEAM NCA BERGAMONT LEVENS VTT. Do território francês vem uma delegação vasta, que ultrapassa a dezena de corredores e que incluiu nomes como os de Julien Bely e Remy Groslambert. Carlos Serrano do Team Bergamont e Victor Pardo encabeçam o contigente espanhol. No escalão internacional feminino, a campeã estoniana Grete Steinburg (Team Spordiklubi Rakke) vai medir forças com a alemã Naima Deisner, colega de equipa de Tiago Ferreira na DMT Racing, a campeã espanhola Sandra Santanayes, a homóloga portuguesa Celina Carpinteiro e a polaca Iwona Szmyd, sem esquecer um naipe de luxo entre as demais atletas, que incluiu portuguesas, espanholas, holandesas e britânicas.

Vai ser uma corrida muito disputada. 160 quilómetros, com epicentro em Vila Pouca de Aguiar e Pedras Salgadas, com o arranque da prova a acontecer em frente aos Paços do Concelho, às 16:30 horas de sexta-feira, com um contrarrelógio de apenas 11 quilómetros, que ligará Vila Pouca de Aguiar e Pedras Salgadas. O sábado será palco da etapa rainha, enfrentando o pelotão uns longos e duros 82 quilómetros, com partida e chegada a Pedras Salgadas. O último dia está reservado para o regresso a Vila Pouca de Aguiar, com 64 quilómetros de trilhos duros que rematarão a história dos guerreiros que farão jus ao nome da guarda pretoriana imperial.

Deixe o seu Comentário

Comentário