Os pilotos Mato Homola, da Peugeot, e Thed Bjork, da Hyundai, venceram neste domingo a segunda e terceira corridas, respetivamente, da Taça do Mundo de Carros de Turismo (WTCR) de Vila Real. Contudo, o francês Yvan Muller, que foi segundo na Corrida 2, sai de Portugal na frente do campeonato.

Na última e mais longa das três corridas do fim de semana, com 13 voltas ao circuito citadino de Vila Real, o sueco saiu da “pole position” e dominou até final, seguido do italiano Gabriele Tarquini (Hyundai). O ‘safety car’ entrou em pista em três ocasiões, mas Thed Bjork manteve a liderança até ao fim, tendo vencido com 3,193 segundos de vantagem sobre o italiano, e 3,640 sobre o húngaro Norbert Micheliz, que fechou um pódio dominado pelos Hyundai.

Quanto aos portugueses, Edgar Florindo (Cupra) foi 12.º, José Rodrigues terminou na 15.º posição, a uma volta do vencedor.

Yvan Muller (Hyundai) terminou em 10.º, na corrida 3, mas acabou por ser o grande vencedor do fim de semana, depois da vitória na primeira corrida e do segundo lugar na seguinte, somando os pontos necessários para assumir a liderança do WTCR.

Mato Homola, ao conquistar a Corrida 2, venceu a sua primeira corrida no WTCR. Homola geriu bem a sua corrida, defendendo-se da rapidez de Muller, enquanto à sua frente Gordon Shedden foi penalizado com 5s de tempo adicional por exceder os limites da pista. Os dois envolveram-se em luta acesa e foram os últimos pilotos a fazer a Joker Lap. Homola foi o primeiro dos dois, enquanto Muller tentava ter uma margem de segurança para poder fazer a Joker e continuar em primeiro, mas não o conseguiu.  Homola venceu e Muller e Pepe Oriola repetiram o pódio da corrida 1.

Homola no pódio da Corrida 2 do WTCR

Os portugueses terminaram a segunda corrida em 14º (Edgar Florindo) e 16º (José Rodrigues). Florindo conseguiu ultrapassar logo no arranque e aproveitou algumas desistências e penalizações para chegar a 14º.

Na geral, o francês Yvan Muller ultrapassou na geral o seu sobrinho, Yann Erhlacher (Honda), que chegou a Vila Real no comando do WTCR, mas foi um dos pilotos acidentados durante a corrida de sábado, não tendo somado qualquer ponto.

Após a passagem por Vila Real, quinta das 10 etapas do WTCR, Yvan Muller lidera com 182 pontos, com Yann Erhlacher e Gabriele Tarquini a repartirem a segunda posição com 160.

O WTCR segue agora para a Eslováquia, entre 13 e 15 de julho.

Mullher segue na frente do WTCR