PSD reuniu com AAUTAD sobre as preocupações dos alunos no novo ano letivo

Decorreu, ontem, no âmbito da temática “Início do ano letivo”, a Comissão Política do PSD de Vila Real uma reunião com a Associação Académica da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (AAUTAD), na qual José Pinheiro, presidente da AAUTAD, expôs as suas principais preocupações quanto a este novo ano letivo “sui generis”.

O líder do PSP, Nataniel Araújo afirmou que “foi bom ouvir quais as preocupações dos estudantes”, que nesta fase inicial de um novo ano escolar, sentem que existe uma falta de orientação e de cumprimento das regras que o próprio governo impôs, por parte da tutela do Ensino Superior. De acordo com as palavras do Presidente da Associação Académica José Pinheiro, “não estão a cumprir aquilo com que se comprometem”.

Segundo o PSD, são, efetivamente, inúmeras as preocupações relativamente ao alojamento: “O número de vagas de acesso ao ensino superior aumentou, o que significa que o número de camas terá, igualmente, de aumentar, isso é um problema”, explicou Nataniel Araújo, acrescentando que “a posição do PSD é encontrar soluções e contribuir, com a sua opinião, para suprimir a falta de camas”. 

Um outro problema destacado na reunião, foi a intervenção rápida e urgente da autarquia quanto à gestão dos transportes. “É necessário que alguma medida seja tomada quanto a esta questão, uma vez que não queremos pôr em risco a saúde dos vila-realenses e de todos os que vêm estudar para Vila Real. A vinda de novos alunos irá, consequencialmente, aumentar o fluxo nos transportes urbanos. Esse problema necessita de ser debatido”, concluiu, apelando ao Município que tome uma decisão quanto a esta gestão.

Por sua vez, Artur Cristóvão, Vice-Reitor da UTAD, revelou que a perspetiva para o próximo ano é positiva em termos do acolhimento do número alunos, que se poderá situar entre os 1400 e os 1500 alunos novos. Embora confesse que será um desafio, nomeadamente em questões do alojamento, afirma que a reitoria “se encontra ativa na resolução deste problema”. 

Relativamente ao início do ano letivo 2020/21, os resultados das colocações no ensino superior serão conhecidos no próximo dia 28 de setembro e perspetiva-se que a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro inicie as aulas cerca de uma semana depois, contando com uma semana de integração com “atividades adaptadas devido à situação que o país atravessa”, confirmou Artur Cristóvão, explicando que a prioridade serão os alunos de primeiro ano, “devido ao seu período de adaptação”. O Vice-Reitor anunciou ainda que “estão a ser desenvolvidas soluções para o ensino misto presencial ou à distância, consoante for possível e novas condições sanitárias estão a ser criadas, para se tornar possível a retoma das atividades com a maior normalidade possível”.

Menu