PSD de Vila Real acusa PS de declarações “desonestas” sobre “Quinta do Trem”

Recentemente, o Tribunal da Relação de Guimarães condenou o Município de Vila Real ao pagamento de uma indeminização superior a 728 mil euros, relativa à expropriação de parte do terreno da “Quinta do Trem”.

Hoje, em comunicado, a Comissão Política do PSD de Vila Real pronunciou-se sobre as declarações do PS, defendendo que estas revelam que “há um notório complexo de inferioridade do atual presidente para com o anterior, em relação ao passado e à obra feita” e que “o PS nas suas duas “afirmações” mente deliberadamente”. 

Nesse documento, o PSD refere que, “ao PS, não interessa divulgar que o município de Vila Real, há data gerido pelo PSD, cumpriu a lei e defendeu os interesses dos Munícipes”, dado que entrou em litígio com os proprietários “em defesa da coisa pública, (…) recusando pagar pelo terreno mais do que o seu valor real”. “Relembramos que o expropriado pretendia cerca de 3.512.959,49€. O PSD não fez como o PS que renunciou, por exemplo, ao direito de preferência do município na Loja do Cidadão, tendo até ao momento pago 220.000,00 mil € em rendas por um espaço que continua sem utilidade para os Vila-Realenses, prejudicando de forma ruinosa todos os munícipes”, pode ler-se no comunicado. 

Além disso, o PSD destaca que, “na sequência de uma decisão de uma avaliação feita por uma comissão arbitral, a autarquia depositou no Tribunal Judicial de Vila Real (TJVR) no tempo do Dr. Manuel Martins, 650.481,00€” e que, passado cerca de 3 anos, após julgamento e sentença da TJVR, a autarquia, já no tempo do atual presidente, pagou 513.591,00€, “estando hoje nos cofres do tribunal a quantia de 1.164.432,00€.”

O PSD recorda, ainda, que “o ponto 10 da ordem de trabalhos da reunião de câmara municipal do passado dia 7 de setembro é muito claro”, cintando: “Deverá o Município, após a atualização do valor da indemnização nos termos legalmente previstos, requerer junto do Tribunal Judicial de Vila Real a devolução do valor remanescente que se encontra depositado à ordem daquele Tribunal”. Para o PSD, isto significa que “a autarquia vai ser reembolsada no valor de 436.019,37€, não sendo necessária da parte desta, mais nenhum esforço financeiro. Antes pelo contrário, vai ver aumentado o seu orçamento no valor referido”, o que comprova que “as afirmações do comunicado do PS são desonestas”. “O PSD Vila Real reprova esta permanente tentativa de o PS reescrever a história da democracia no Concelho de Vila Real e recomenda ao executivo socialista que centre a sua atenção nos reais problemas do Concelho”, concluiu. 

Menu