A 10 de Setembro de 1756, Marquês de Pombal criava a Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro que deu origem à Região Demarcada do Douro, a mais antiga região demarcada do mundo. Todos os anos, nesse dia, celebra-se o Vinho do Porto, homenageiam-se os produtores, comerciantes e todos os intervenientes na história do Douro. Uma das mais prestigiadas celebrações é o Port Wine Day, uma iniciativa do IVDP, que durante uma semana convoca actividades ligadas ao néctar de origem duriense.

Este ano, as festividades tornam-se ainda mais especiais sendo realizada pela primeira vez a Regata de Barcos Rabelo no Douro Vinhateiro. Um acontecimento de invulgar beleza que irá subir o Rio Douro tal como, em tempos, foi o trajecto de transporte de milhares de pipas com destino a Gaia para ser envelhecido e de seguida exportado para todo o mundo. A Associação das Empresas de Vinho do Porto (AEVP) organiza em parceria com a Confraria dos Vinhos do Douro a 1ª Regata do Douro Vinhateiro que se realizará no dia 10 de setembro, pelas 15H30, com partida no cais da Barragem de Bagaúste e término no cais do Pinhão onde acontecerá a entrega de prémios. O público poderá acompanhar o desfilar dos Barcos Rabelo com as deslumbrantes velas enfunadas ao vento ao longo das margens do Rio Douro. Este evento é um sinal de grande união e empenho pelo território do Douro, em que os agentes de desenvolvimento que intervém em todo este grandioso momento estão a valorizar a marca Douro.

No dia que antecede o evento, os Barcos Rabelos serão rebocados desde a cidade do Porto até ao cais de Bagaúste, subindo o Rio num espectáculo que o público poderá acompanhar não só ao longo das margens do Rio Douro, mas também através de embarcações. Será um momento de grandes memórias, mas acima de tudo será um momento de grande festa.