Patrick Canto, treinador do SC Vila Real, em antevisão ao jogo contra o FC Porto, para a terceira eliminatória da Taça de Portugal, considerou que vai ser um “jogo difícil” e que terão, certamente, muitas dificuldades pela frente. “Seria desonesto da minha parte se disser que acredito na vitória e que não vamos encontrar dificuldades. Sabemos a nossa realidade, sabemos as nossas capacidades, mas também somos conscientes das nossas limitações. Sabemos o duro rival que temos pela frente”, considerou, acrescentando que não pensa no resultado, mas apenas “que os jogadores se divirtam e aproveitem esta oportunidade”.

Mesmo sem alguns jogadores importantes, o técnico acredita que vai encontrar um FC Porto muito forte. “Temos noção de que poderão não jogar habituais titulares, mas também sabemos que os que jogarem por sua vez vão tentar ser opção no futuro, e que têm valor para estar no plantel. São até jogadores mais perigosos porque querem ganhar o seu espaço no 11 e afirmar-se. Não temos vantagem nenhuma em não jogar contra habituais titulares. A motivação dos outros será sempre maior”, atirou.

Sobre a semana complicada que tem vindo a gerir, Patrick Canto falou do mediatismo e do excesso de entusiasmo por parte do clube e dos atletas, que é normal num jogo desta dimensão. “Tudo que seja excesso de motivação, causa grande impacto no estado emocional do jogador. Sentimos que é um jogo importante na vida deles, é uma oportunidade numa vida, mas sabemos também que estão com uma motivação e ansiedade exageradas. Isso pode provocar falhas de concentração, algo que não queremos que aconteça. O nosso trabalho tem sido de controlar esses excessos, para não ser prejudicial para nós”, concluiu.

Quanto ao capitão do SC Vila Real, Fred Coelho, mencionou que se sente triste por não poder participar neste desafio. “Eu fui expulso no último jogo da Taça de Portugal, e no dia do sorteio quando vi que o FC Porto era o nosso adversário tive um misto de sentimentos. Por um lado fiquei triste devido ao facto de não poder jogar, mas ao mesmo tempo quis passar uma mensagem de confiança e optimismo aos meus companheiros de equipa”, explicou.

O SC Vila Real terá, apenas, dois indisponíveis para o jogo de mais logo, às 20h15, no Estádio Municipal do Monte da Forca. Fred Coelho, defesa central, capitão de equipa, está castigado, e Eduardo Pereira, atacante, não treinou durante a semana por problemas físicos.

Deixe o seu Comentário

Comentário