O Dia de Todos os Santos e o Dia dos Finados

Apesar de as pessoas aproveitarem o feriado de dia 1 de novembro (Dia de Todos os Santos) ou o domingo mais próximo a este dia para homenagear os entes queridos que já partiram, o Dia dos Finados é oficialmente celebrado a 2 de novembro. Com uma pequena diferença: é que os finados são aqueles que estão no purgatório à espera de julgamento antes de chegarem ao céu.

O Dia de Todos os Santos é uma festa celebrada em honra de todos os santos e mártires, conhecidos ou não. A Igreja Católica celebra a Festum Omnium Sanctorum (Festa de Todos os Santos) a 1 de novembro, que é seguido pelo dia dos fiéis defuntos a 2 de novembro.

A primeira vez que se celebrou o Dia de Todos os Santos foi em 609 d.C. por ordem do Papa Bonifácio VII para recordar todos os cristãos que tinham sido mortos pelos romanos nos primeiros anos da Igreja Católica.

Não existe nenhuma referência bíblica ao Dia de Todos os Santos, isto é, nenhuma passagem da Bíblia fala claramente sobre a necessidade de se implementar um dia para celebrar os “heróis da fé”. Mas há passagens em que a Bíblia aconselha os cristãos a evitar rituais que os coloquem em contacto direto com os mortos.

A 2 de novembro, Dia dos Fiéis Defuntos, Dia dos Mortos ou Dia dos Finados, ainda é dia de celebrar a vida e a morte.

Menu