Iniciou no concelho de Montalegre o primeiro de um conjunto de cinco módulos de formação dirigido aos sapadores florestais. Ao todo são mais de 30 elementos espalhados por seis equipas: Salto, Fafião, Cabril, Outeiro, Covelães e Pitões das Júnias. A abertura dos trabalhos contou com a presença de várias entidades, entre elas o município de Montalegre, representado pelo vice-presidente, David Teixeira.

A sede do centro social de Covelães, concelho de Montalegre, acolheu a sessão de boas vindas do curso de formação “Segurança e saúde no trabalho florestal” (50 horas), dirgido a seis equipas de sapadores florestais do concelho. São 30 elementos espalhados pelas brigadas de Salto, Fafião, Cabril, Outeiro, Covelães e Pitões das Júnias. Esta iniciativa contou, pela primeira vez, com a dirigente máxima do Instituto de Emprego e Formação Profissional do Alto Tâmega (IEFP), Gisela Espírito Santo, acompanhada, entre outros, por Eduardo Carvalho, em nome do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) e pelo representante da autarquia, o vice-presidente David Teixeira. Um contingente de relevo forte que mostra o quão o município, através das diretrizes governamentais, está empenhado no combate à praga dos incêndios.