A Santa Casa da Misericórdia de Lamego vai enriquecer a oferta cultural da Semana Santa de Lamego, oferecendo à comunidade o Concerto de Páscoa com o “Coro Musicam Sacram” que interpretará, na noite de 27 de março, o “Requiem de John Rutter”. Esta instituição social é, desde há muito, um parceiro relevante na organização de um dos eventos mais significativos e imponentes do concelho. Ao integrar o grupo restrito de organizações que promovem as solenidades da Semana Santa, a Misericórdia de Lamego junta-se a um dos momentos de grande vivência comunitária da cidade e de dinâmica cultural.

A atuação do “Coro Musicam Sacram” decorrerá na  Igreja das Chagas, um local de culto que acolheu anteriormente outros espetáculos de música clássica e erudita. Fundado e sediado no Colégio de Música de Fiães, o “Coro Musicam Sacram” é formado por cerca de 16 elementos, distribuídos por quatro naipes corais, conhecedores de teoria musical e de formação vocal. Na apresentação ao público estará o “Quarteto Vocal Gaudium Vocis”, acompanhados por órgão, harpa, violoncelo, flauta, oboé e percussão.

Tradição multissecular que conserva o sentido original das celebrações da Paixão, da Morte e da Ressurreição de Jesus Cristo, a Semana Santa de Lamego é um momento alto da vida religiosa local. Como é tradição, os mesários, trajados a rigor com as “opas” típicas da Misericórdia de Lamego vão participar, na Sexta-Feira Santa, na Procissão do Senhor Morto, presidida por D. António Couto, Bispo da Diocese de Lamego. É a mais solene e comovente de todas as procissões, levando pelas ruas da cidade o esquife do Senhor Morto. O percurso noturno terá início na Igreja das Chagas. No dia anterior, esta irmandade também participará na Procissão das Sete Bandeiras – Sete Tribunais que também parte da Igreja das Chagas.