Um longo silêncio contemplativo perdurou durante a atuação da Filarmónica de Magueija e do Coro da Santa Casa da Misericórdia de Lamegoque apresentaram o Concerto “Mater Dei”. Com muitas pessoas a assistir de pé, devido ao facto da afluência ter superado largamente os lugares disponíveis, o público apreciou atentamente este espetáculo de música erudita.

Em plena realização das Festas em Honra de Nossa Senhora dos Remédios, a magnífica Igreja das Chagas regressou, na noite do último domingo, à rota dos grandes eventos de índole cultural promovidos na cidade de Lamego. “Voltamos este ano a organizar um concerto de música sacra, em estreita colaboração com a Câmara Municipal de Lamego, por entendermos que uma das missões desta Santa Casa é participar ativamente na atividade cultural da nossa cidade e, deste modo, podermos proporcionar um espetáculo que seja ao mesmo tempo de festa e de aprofundamento espiritual da nossa fé cristã”, afirma o Provedor António Marques Luís.

Dirigidos pelo maestro Gualberto Rocha, a Filarmónica de Magueija e o Coro da Misericórdia brindaram a assistência com a apresentação de cânticos e obras de Louvor e Saudação a Nossa Senhora a Mãe de Deus, execuções de reputados compositores: Franz Schubert, Charles Gounod, Johannes Brahms e Bernardo Terreiro, entre outros.

Quando está apenas a escassos meses de celebrar meio milénio de existência, a Misericórdia de Lamego, para além de ser uma instituição de referência na oferta de respostas e soluções integradoras e inovadoras na área da solidariedade social, é também um agente cada vez mais ativo na dinâmica cultural deste território, dando a possibilidade ao público de aceder a uma oferta cultural diversificada e erudita.