A Serra das Meadas, encostada à cidade de Lamego, foi o local escolhido para dar início ao ambicioso projeto de plantar um milhão de árvores no concelho de Lamego durante os próximos cinco anos. Com a preciosa ajuda dos alunos do ensino secundário, o Presidente da Câmara Municipal, Ângelo Moura, e o Presidente da Quercus, João Branco, plantaram os primeiros castanheiros, carvalhos, bétulas e pinheiros que vão contribuir para um correto ordenamento florestal. Recorde-se que Lamego foi o segundo município do país a aderir a esta iniciativa ambiental que contou também com a cooperação da Junta de Freguesia de Lamego.

O projeto  “Um milhão de árvores para salvar o clima” quer manter a floresta nativa com espécies autóctones para um aumento do sequestro de carbono, a melhoria das propriedades e conservação dos solos, a melhoria da qualidade da água e do ar e o enriquecimento da biodiversidade da região. Na apresentação pública do projeto, junto à antiga Casa Florestal, Ângelo Moura explicou que no futuro pretende envolver nesta iniciativa as juntas de freguesia, os baldios, as associações, as escolas, as empresas e particulares, com o objetivo de “transformar Lamego e cada uma das suas freguesias no melhor dos sítios para se viver”.