O Primeiro-Ministro, António Costa, esteve de visita, no passado dia 16 de fevereiro, à UTAD, onde assinou o contrato do Laboratório Colaborativo “Vines&Wines”, relacionado com a Vinha e o Vinho, que junta diversas entidades, (UTAD, ADVID, UP, ISA, ESBP e INESC-TEC) em torno do sucesso da vitivinicultura nacional, especialmente das marcas coletivas “Wines of Portugal” e Vinho do Porto.

Este laboratório, sedeado na UTAD e tendo a ADVID como entidade promotora, permitirá manter o foco numa ação coordenada de toda a fileira vitivinícola nacional para as reais prioridades do sector e, otimizando as sinergias entre todos os atores, será orientado para estimular a criação de emprego qualificado, gerador de conhecimento e valor económico em Portugal. Da comunidade científica é esperada uma contribuição relevante no que respeita a novos conhecimentos, tecnologias e aplicações junto dos atores do sector.

Acompanhado pelo Ministro da Ciência e do Ensino Superior, Manuel Heitor, o Primeiro-Ministro qualificou esta infraestrutura como exemplo de inovação e como uma das chaves do futuro enquanto motor do desenvolvimento do país. “Esta é a altura de, urna vez por todas, assumirmos que a inovação é mesmo o motor do nosso desenvolvimento e esta é uma estratégia que não pode ter avanços e recuos”, afirmou António Costa, reconhecendo que este é o momento para a preparação da estratégia 2030 e também o momento de dar às famílias, aos agentes económicos e à comunidade científica a confiança de que este “um caminho que o país vai percorrer com persistência e determinação”.

Pronunciando-se sobre a importância deste laboratório, José Manso, da ADVID, explicou que o mesmo irá contribuir para “aumentar o volume e o valor do Vinho do Porto no mercado mundial, bem como a procura de respostas eficientes dos agentes económicos aos processos de alterações climáticas”.