Exposição permanente do acervo do Museu do Chiado em Chaves

Protocolo entre o Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado e o Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso permite descentralização cultural


Foi assinado, no passado sábado, o protocolo de colaboração entre a Direcção-Geral do Património Cultural, a Direção Regional de Cultura do Norte e o Município de Chaves que prevê a exposição permanente de obras do acervo do Chiado no MACNA.

A cerimónia contou com a presença da Ministra da Cultura, Graça Fonseca que assumiu ser uma “batalha” colocar obras de arte que atualmente não estão expostas ao público, para além de Lisboa.” Este protocolo tem como objetivo a “captação e atração de mais visitantes para os equipamentos culturais do interior do país”.

Para o autarca flaviense Nuno Vaz “o acesso à arte em todo o território nacional é um direito que se implementa com soluções de proximidade, sendo esta uma oportunidade de concretização de uma política cultural sustentada e de acesso democrático.”

Nuno Vaz lembrou ainda que o Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso, obra do arquiteto Álvaro Siza, pode ser “uma porta de entrada para o mundo cultural da arte contemporânea”, pela proximidade com Espanha.

Até ao final de novembro, deverá ser realizada uma exposição temporária com obras do MNAC dos anos 40 e 50, em diálogo com o trabalho de Nadir Afonso. Para 2020 está prevista a realização de uma exposição sobre a obra da pintora Sarah Affonso.

O trabalho em rede, o reforço de parcerias e projetos conjuntos, no âmbito da salvaguarda e divulgação de acervos, constitui um instrumento fundamental para o acesso à cultura pelos cidadãos.

Partilhar:

Menu