Crista de Galo está entre as 7 Maravilhas Doces de Portugal

A Crista de Galo, de Vila Real, a Amêndoa Coberta de Moncorvo e o Mel Biológico do Parque Natural de Montesinho, de Bragança, as Roscas de Monção e os Charutos dos Arcos, de Viana do Castelo, o Folar de Olhão, de Faro, e o Bolinhol de Vizela, de Braga foram as sete recém-eleitas maravilhas doces de Portugal, concurso nacional promovido pela RTP.

A gala final do concurso decorreu no passado sábado e elegeu os sete doces mais populares do país, de uma seleção que na primeira fase chegou a incluir 140 candidatos. São estes os vencedores segundo os resultados obtidos através da votação por telefone e revelados na gala final do evento, transmitida em direto pela RTP a partir de Montemor-o-Velho.

Fora dos sete, mas com menção de honra como finalistas, ficaram os Ovos Moles de Aveiro, Pastel de Tentúgal (Coimbra),​ Porquinho Doce (Beja), ​Filhós de Cabrela (Évora), Brisa do Liz (Leiria)​​, Bons Maridos (Santarém) e Barrigas de Freira (Aveiro)​. Em análise, estiveram sete categorias: Doces de Território, Bolo de Pastelaria, Doce de Colher e Doce à Fatia, Biscoitos e Bolos Secos, Doces Festivos, Doces de Fruta e Mel e Doces de Inovação.

Foi também eleito o Doce Maravilha, num concurso à parte dedicado às escolas profissionais de turismo todo o país: a Mousse de Maçã Verde deu o prémio à Escola de Turismo do Douro-Lamego.

Partilhar:

Menu