COVID-19: Nuno Vaz alerta para “caldo de contaminação explosivo”


O presidente da Câmara de Chaves, relativamente à pandemia COVID-19, alertou para uma situação no limiar do descontrolo, que poderá atingir o seu pico nos próximos dias. “Alertámos para o facto de estarem a ser criadas as condições ideais para o surgimento de surtos relevantes, com forte impacto na saúde da nossa comunidade”, referiu Nuno Vaz.

O autarca antevê que, nos próximos dias, a região se transforme num “verdadeiro caldo de contaminação”. “A tomada de decisão de excluir a região da rede de laboratórios para o diagnóstico da COVID-19, que se estava a realizar no Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro, aliado a um insuficiente controlo sanitário na nossa fronteira e a uma incapacidade latente para testar a população de risco, poderá contribuir para um verdadeiro ‘caldo de contaminação’ absolutamente explosivo”, disse.

Nuno Vaz exigiu às entidades competentes “um tratamento igualitário para todos os concidadãos, independentemente da sua condição”.

O concelho de Chaves regista, até ao momento, sete casos positivos de Coronavírus.

Partilhar:

Menu