Exposição solidária de fotografias patente na Ribeira do Porto

São 20 fotos contagiantes de crianças moçambicanas que resultam da visita de três portuguesas, voluntárias e madrinhas da Helpo – Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD) – à comunidade de Teacane em Moçambique. As portuguesas já ajudaram a construir três salas de aula onde agora estudam 437 crianças moçambicanas e pretendem continuar a iniciativa.

A exposição fotográfica “Sonha, Vive, Sente… fotos que falam com o coração” foi inaugurada no dia 17 de fevereiro, no Descobertas Boutique Hotel, em plena Ribeira do Porto, com a presença de António Perez Metelo, presidente da Helpo. A iniciativa mantém a vertente solidária com vista à recolha de fundos para a construção de escolas em Moçambique e está patente ao público até dia 4 de março.

A história por detrás destas fotos começa em 2013, data em que a portuguesa Paula Teixeira visita a comunidade de Teacane, em Nampula, Moçambique, para conhecer a afilhada, uma criança que apoia ao abrigo do programa de apadrinhamento de crianças da Helpo. Foi nesta viagem que a madrinha portuguesa se apaixonou pela comunidade de Teacane e pelo trabalho desenvolvido pela Associação e decidiu, assim, ampliar o contributo a estas crianças.

No regresso a casa, em Vila Real, mobilizou centenas de pessoas, em diferentes iniciativas, e conseguiu recolher 30 mil euros para a construção de três salas de aula naquela comunidade de Nampula. Em outubro de 2017, Paula Teixeira voltou a Teacane para a inauguração da escola que ajudou a construir e levou consigo duas amigas, Lina Gomes e Ana Borges. Esta última, fotógrafa profissional, é a autora das fotos que agora se dão a conhecer. O valor obtido com a sua venda destina-se a dar continuidade ao trabalho iniciado por Paula Teixeira que, com Lina Gomes e Ana Borges, prolonga o abraço às crianças de Teacane numa nova campanha de recolha de fundos.

Deixe o seu Comentário

Comentário