Para o desenvolvimento humano integral, à luz da razão humana, iluminada pela fé, na fidelidade ao Evangelho, no dia 13 de Março de 2018, no Quinto Aniversário da Eleição do Papa Francisco, decidi restaurar e criar, na Diocese, a Comissão Justiça e Paz, para inserir os Leigos, na defesa da vida humana, no bem comum e dignidade da pessoa, no destino universal dos bens, na subsidiariedade, na verdade, na justiça, na liberdade e na solidariedade. A Comissão vai redigir os Estatutos, elegendo o Presidente Leigo e os Órgãos Directivos, tendo como Presidente interino o já nomeado Assistente Espiritual, o Padre Manuel da Silva Coutinho, que continua sendo Pároco da Sé Catedral, Director Espiritual do Seminário e Vigário do Clero.

Para lá do Assistente Espiritual e agora Presidente Interino, a Comissão Justiça e Paz consta dos seguintes Fiéis Leigos da cidade de Vila Real, devidamente credenciados:

– Dra. Maria Goretti Costa Lima da Fonseca Martinho Rodrigues – ( MÉDICA );

– Prof. Dra. Maria da Conceição Fidalgo Guimarães Costa Azevedo – ( UTAD );

– Prof. Dr. José Luís Teixeira de Abreu Medeiros Mourão – ( UTAD );

– Prof. Dr. Paulo Jorge Reis Mourão – ( UNIVERSIDADE DO MINHO );

–  Dr. Luís Manuel Mota Bastos ( JURISTA ).

Que Deus ajude a Comissão Diocesana Justiça e Paz a reflectir o Pensamento Católico Social, evangelizando as realidades terrestres do interior de Portugal, necessitado de gente, ideias, empreendimentos e directrizes. Esperamos que a Comissão e cada um dos seus membros, se consagrem a Deus e ao Povo de Deus, para a salvação do maior número de pessoas e para que Cristo seja conhecido e amado de muitos.

Vila Real, 13 de Março de 2018, Quinto Aniversário da Eleição do Papa.

+ Amândio José Tomás, bispo de Vila Real.

Deixe o seu Comentário

Comentário