À semelhança do que aconteceu em todo o país, também em Vila Real os dirigentes do CDS-PP realizaram uma ação simbólica para denunciar o mau estado da ferrovia em Portugal.

E os exemplos não faltaram, segundo o partido: desde a chegada a Peso da Régua de uma composição com cerca de meio século, alugada à RENFE, que além de circular atrasada, não pode continuar viagem até ao Porto, devido a uma avaria, até à supressão do comboio especial turístico para que as suas composições fossem usadas para substituir a composição da RENFE.

De referir que a composição do comboio especial já estava lotada, e que se tratava de uma composição sem Ar Condicionado.

Esta terça-feira, vários dirigentes do CDS-PP, incluindo a presidente do partido, Assunção Cristas, percorreram o país de norte a sul, de comboio, em vários itinerários diferentes, numa ação simbólica para denunciar o investimento público mais baixo de sempre na ferrovia em Portugal e a pior execução e desperdício de fundos comunitários.

Face à ausência de explicações por parte do Governo, o CDS-PP solicitou ontem mesmo ao presidente da Assembleia da República que convoque uma reunião da comissão permanente para a próxima semana, com a presença do Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, antecipando assim a que estava prevista para setembro.