Na passada terça-feira, dia 20, a Comissão de Defesa da Floresta Contra os Incêndios (CMDFCI) reuniu no Salão Nobre da Câmara Municipal de Vila Real, para analisar o período de incêndios de 2018.

Da análise, concluiu-se que o ano de 2018 decorreu de forma positiva, pois, apesar do aumento de número de ignições para 50, a área ardida apresentou um decréscimo de 97%.

“O número de ignições foi superior porque, no período primaveril, as pessoas fizeram as limpezas e, para se desfazerem desses resíduos florestais queimaram-nos, e houve algumas queimadas que resultaram em incêndios sem grande dimensão, porque estávamos num período do ano em que a propagação era baixa e os bombeiros conseguiram responder facilmente”, declarou o vereador Carlos Silva…

CR

Notícia completa na edição nº644, já nas bancas.

Deixe o seu Comentário

Comentário