A antiga Central do Biel, junto ao Rio Corgo, será recuperada para visitação, num investimento da autarquia, comparticipado por fundos comunitários, e a empresa Douro Gás, no valor de mais de 2.3 milhões de euros.

Carlos Silva, vereador da Câmara Municipal de Vila Real, referiu que, numa primeira fase, “o projeto procura preservar o património que ainda no local e permitir que possa ser visitado, através do miradouro do largo da Meia Laranja”. “Aquele local é muito valioso do ponto de vista da arqueologia industrial”, referiu.

Será possível fazer a visitação do espaço, que atualmente se encontra devoluto. Esta visitação será feita para grupos e sob reserva. “Ao longo do percurso, até abaixo, os visitantes poderão encontrar informação sobre o empreendimento. Chegados à central, poderão visitar o interior, ver para que servia e como funcionavam os equipamentos”, explicou o vereador.

Além disso, no centro da cidade de Vila Real, “as pessoas serão convidadas a visitar o local, através de percursos naturais, ao longo do rio Corgo, com passadiços e pontes, até chegar à Central do Biel”, o primeiro centro eletroprodutor a fornecer energia para a rede pública.

Na passada segunda-feira, foi assinado o acordo de parceria entre o Município de Vila Real e a empresa Douro Gás, a primeira empresa a introduzir gás natural na região, com vista ao desenvolvimento do projeto da Central do Biel.

As obras, de acordo com o autarca, vão iniciar-se no início do próximo ano. Prevê-se a conclusão do projeto para o início de 2021.

Deixe o seu Comentário

Comentário