Autarquia de Mondim de Basto surpreendida pelo afastamento do Rally de Portugal

O Município de Mondim de Basto mostrou-se surpreendido pela notícia da não inclusão do troço que atravessa o concelho na edição de 2020 do Rally de Portugal. Mondim de Basto faz parte do conjunto de municípios que apoiaram a realização desta prova internacional desde 2015, altura em que voltou ao norte de Portugal.

“Sem qualquer contacto prévio, a entidade organizadora (Automóvel Clube de Portugal, ACP), excluí o nosso concelho, e a julgar pelo itinerário apresentado, tenciona passar pelo troço de Paradança, sem ser em prova, iniciando a competição apenas 7 km depois, desconsiderando assim o nosso concelho”, referiu o autarca.

Humberto Cerqueira informou que “o município sempre honrou escrupulosamente os seus compromissos, como tal, o mínimo exigido ao ACP, seria um contacto prévio que justificasse as razões que levaram a esta exclusão”. “O executivo solicitou ao ACP um esclarecimento sobre as razões que estão na origem desta decisão”, adiantou.

Por fim, o responsável autárquico esclareceu que “Mondim de Basto estará sempre disponível para colaborar com a organização da prova como sempre fez”. “Caso esta seja uma decisão irreversível, serão avaliadas as possíveis respostas a esta desconsideração pelo território mondinense”, concluiu.

Menu