A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) vai ser palco, nos dias 19, 20 e 21 de fevereiro, de um Congresso Nacional sobre Alterações Climáticas, com a participação de especialistas de vários centros de investigação e universidades portuguesas (UTAD, Universidade do Porto, Universidade de lisboa e Universidade de Aveiro).

A organização envolve uma vasta equipa multidisciplinar da UTAD, que integra estudantes e professores de Biologia, Biologia e Geologia, Genética e Biotecnologia, Arquitetura Paisagista e Engenharia do Ambiente, em simbiose com a Ordem dos Biólogos. O evento surge da necessidade da discussão de uma problemática atual e pertinente, tendo como destinatários estudantes do ensino superior e secundário, investigadores, docentes, técnicos, auxiliares e público em geral. São vários os mitos e os tabus que rodeiam o diálogo acerca das alterações climáticas e este evento pretende diagnosticar, elucidar e discutir aspetos essenciais de uma problemática que afeta a todos.

Entre os vários especialistas convidados, contam-se os nomes de Carlos Borrego, ex-Ministro do Ambiente e Recursos Naturais, e Filipe Duarte Santos, presidente doConselho Nacional do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Em debate estarão temáticas de grande pertinência e inquietação em países como Portugal, que vão desde os impactos das alterações climáticas nos fogos florestais e nos sistemas agroflorestais, à previsão de tendências ecológicas em cenários de alterações climáticas, incidências nos extremos hidrológicos em bacias florestais, assim como estratégias de resiliência das cidades às alterações climáticas e impactos na biodiversidade nos serviços dos ecossistemas.

Inscrições em: https://www.cnac2018.com/inscricao

Informação sobre o Congresso em: https://www.cnac2018.com

Deixe o seu Comentário

Comentário