Vila-realenses integram Orquestra Luso-Alemã

1209

Depois da Orquestras Sinfónicas, Atlantic Coast Orchestra e Ensemble Nacional, onde as gémeas Lia Rafaela e Eva Raquel de Marcos e Melo tocaram entre os melhores jovens músicos nacionais e internacionais e, pela primeira vez, uma vila-realense conseguiu ser chefe de naipe de violas, numa orquestra nacional, honra atribuída, por mérito próprio, à promissora Lia Melo que este ano ingressou no ensino articulado secundário, com vista a seguir estudos superiores na área da música, houve lugar à realização do “I Encontro da Orquestra Juvenil Luso-Alemã”.

Este projeto de intercâmbio artístico e troca de experiências culturais tem como principal objetivo promover a qualificação dos jovens músicos, colocando-os em contacto privilegiado com formadores e jovens pares de outros países. Dentro deste espírito, 15 alunos alemães e uma professora da Orchester-Akademie, de Dorfen, juntaram-se a 18 alunos portugueses, oriundos principalmente do litoral norte do país, nomeadamente de Guimarães, Famalicão e Porto, sendo que o maior contingente era de Vila Real.

Assim, ao violoncelista, do Conservatório Regional de Música de Vila Real, Yoan Gabriel Ramos, aluno da Professora Dominika Ana Mieczinikowska, juntaram-se os violinistas Ana Luísa Machado, Filipe Brandão Carrola e Tiago Rocha, alunos do professor Edmundo Pires, também presente, como formador, neste evento, bem como as violetistas Eva Raquel Melo, Lia Rafaela Melo, Ester Lopes e Ana Filipa Peixoto, todas discípulas da professora Alice Neves. A Quinta das Essências, em Bustelo (…)

Leia o artigo completo na edição desta semana do Notícias de Vila Real, à venda aqui ou assine a edição impressa ou online aqui.

 

Deixe o seu Comentário

Comentário