Vila Marim viveu semana cultural

1737

A Freguesia de Vila Marim levou a cabo um conjunto de atividades entre os dias 25 de junho e 03 de julho, integradas na VII Edição da Semana Cultural, desta vez, em articulação com a visita do “Comité Vila Marim” de Champdeniers St. Denis, vila geminada desde 2014.

A comitiva francesa foi acolhida pelas famílias da freguesia. O programa da visita foi articulado com as atividades da Semana Cultural como forma de poderem vivenciar experiências de índole cultural e tradicional. Este intercâmbio permitiu fortalecer uma vez mais as relações entre os habitantes destas duas freguesias.

Desta Semana Cultural destaca-se a noite de teatro promovida pela Companhia de teatro Filandorra, Teatro do Nordeste. Atores e atrizes encantaram o público presente com a peça “O Pranto de Maria Parda”. Uma noite de verdadeira animação. Uma peça extraordinária. Um público atento e animado. Deixou-se envolver pela história, brilhantemente encenada, da personagem Maria Parda.

Destaca-se também o evento “Vila Marim em Movimento”. Uma aula de ginástica ao ar livre para miúdos e graúdos, orientada pela professora Cláudia Ferreira, seguida de um lanche convívio entre os participantes.

Saliente-se ainda a colocação das placas de geminação generosamente cedidas pela vila francesa.

Outro dos momentos altos desta semana ocorreu na Torre de Quintela. O monumento recebeu, pela primeira vez, a exposição das artistas plásticas F Maria Prosa e Isaura Sousa. Foi palco ainda da apresentação do livro “A Idade da Inocência” de Isabel Costa.  A escritora partilhou com o público presente algumas das suas memórias de infância, vividas na aldeia de Agarez.

O último dia da semana cultural permitiu a um maior número de pessoas envolver-se nas atividades agendadas para esse dia. A saber, passeio equestre e caminhada pelas localidades da freguesia rumo a Arnal. Bem no centro do Alvão decorreu aí mais uma edição do pic-nic que contou com a presença de mais de duas centenas de pessoas. Um dia onde não faltou animação e convívio. Foi animado ainda pelo grupo folclórico S. Domingos de Gravelos.

De salientar que qualquer atividade não se realiza sem o empenho e dedicação de um conjunto de pessoas. Agradecer à Câmara Municipal pela colaboração e apoio na cedência das tendas e dos grupos de teatro e rancho folclórico.

Deixe o seu Comentário

Comentário