UTAD vai realizar estudo fitossanitário do Parque Arbóreo de Viseu

844

A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), a Câmara Municipal de Viseu (CMV), a Associação de Desenvolvimento e Investigação de Viseu (ADIV) e Associação Ambientalista Quercus, assinaram um protocolo de cooperação com vista à realização de um “Inventário Arbóreo e sistema de Gestão das Árvores do Município de Viseu”.

O protocolo celebrado a 21 de março visa a realização de um estudo fitossanitário e de segurança de árvores com vista ao fornecimento de dados para o “correcto planeamento e manutenção do parque arbóreo de Viseu”. Este projecto tem a duração de um ano e um financiamento de 86 mil euros.

“Com este estudo pretende-se conhecer as características das árvores, a sua condição fitossanitária e de adaptação a cada local. Essas informações ficarão associadas a uma plataforma informática SIG (Sistema de Informação Geográfica) para posterior tratamento e informação”, explica Luís Martins, responsável da UTAD pelo estudo.

Estudos idênticos foram já realizados pela UTAD nas cidades de Amarante, Guarda, Porto e Vila Real.

Deixe o seu Comentário

Comentário