UTAD consolida situação de equilibro orçamental e aposta na investigação

793

Realizou-se recentemente a reunião do Conselho Geral da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) onde foram aprovadas, por unanimidade, as contas consolidadas de 2015, as quais demonstram um saldo positivo comprovando a situação de equilíbrio financeiro.

“O cenário de equilíbrio financeiro resulta das reformas que a administração da Universidade tem vindo a implementar, tendo como objetivo reduzir a dependência do orçamento de estado, o que reforça a estabilidade da Academia e abre novas perspetivas para o futuro” salienta reitor da UTAD.

O Conselho Geral decidiu ainda, de forma unanime, manter o valor da propina de 1019 euros no próximo ano letivo. A forte aposta no fundo de apoio social para alunos carenciados e a implementação de estímulos para a captação de estudantes internacionais é uma estratégia em que a UTAD vai apostar nos próximos anos.

Também nesta reunião foi apresentado, pelo Reitor, ao Conselho Geral uma síntese dos projetos já aprovados ao abrigo do Portugal 2020 no domínio da investigação e desenvolvimento, os quais abrem perspetivas promissoras à academia, permitindo o rejuvenescimento das equipas de investigação. Foi salientada a Plataforma de Inovação da Vinha e do Vinho, com um financiamento de 5,3 milhões de euros, também projetos de IC&DT no valor de 6 milhões de euros e o financiamento de quatro programas doutorais no valor de cerca de 1,5 milhões de euros. Este responsável informou ainda que a taxa de aprovação de projetos da FCT foi de 13%, em sintonia com a média nacional, projetos que vão reforçar a componente de investigação em cerca de um milhão de euros.

 

 

 

Deixe o seu Comentário

Comentário