Uma nova geração do Douro

1461

O Presidente da República incluiu no roteiro pelo Interior Norte um encontro com uma nova geração de empreendedores ligados ao mundo da vinha e do vinho. Nas empresas de vinhos situadas no Douro e em diversas regiões do país, uma nova geração empreendedora formada na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro tem dado reconhecidas provas.

Esta visita também permite reconhecer a relevância, a nível nacional e internacional, que a fileira do vinho tem vindo a assumir, com um elevado contributo para o saldo da balança comercial, sendo um dos sectores com uma balança comercial positiva. Esta produtividade, associada à sua elevada capacidade exportadora, faz dele um sector prioritário para Portugal, representando ao longo do tempo um importante peso nas exportações do setor agroalimentar e das exportações nacionais.

Por outro lado, a UTAD mostra uma geração “D´Ouro” que tem contribuído para a “revolução” que se tem assistido no mundo dos vinhos, com claro reflexo na crescente visibilidade internacional. Trata-se de uma nova classe empreendedora jovem, com competências e formação, de dimensão internacional, que apostou na qualidade, na diferenciação e em práticas de sustentabilidade ambiental. A UTAD é a instituição portuguesa que oferece a única licenciatura em enologia e outras ofertas ligadas ao sector, caso da engenharia agronómica, da ciência alimentar, da genética e da gestão e economia.

Nesta visita do Presidente da República, a UTAD vai anunciar o lançamento de três vinhos de autor: um branco da autoria de Jorge Moreira, um tinto de Jorge Serôdio Borges e um porto de Francisco Olazabal e Francisco Ferreira. Todos os anos a UTAD irá colocar um vinho no mercado da autoria de antigos alunos. O autor de cada ano será o responsável pela escolha do autor do ano seguinte.

Deste modo, a UTAD na sua comunicação ao exterior mostra a sua “obra” mediante o lançamento de Vinhos de autor”, vinhos únicos e de produção muito limitada, onde a garrafa é a expressão direta das reações e da personalidade do enólogo mediante determinada colheita”. Neste sentido, a UTAD convidará anualmente antigos alunos a assinarem um vinho da sua autoria, com tipologia muito direcionada para o conceito de vinho de autor.

Deixe o seu Comentário

Comentário