Três grupos sanguíneos com reservas em baixo

1189

O Instituto Português do Sangue e Transplantação (IPST) apela à dádiva de sangue.
As reservas do grupo sanguineo O -, B – , e AB- só chegam para quatro  a sete dias, de acordo com a informação que consta no site Dador.pt do IPST.
O presidente do Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST) sublinha, no entanto, que a situação «é normal para a época».

Em Vila Real pode dar sangue todas as sextas-feiras no Centro Social e Paroquial da Sé.

Os serviços de sangue dos hospitais dependem diariamente de todos os dadores que, de forma regular, partilham um pouco de saúde com quem a perdeu. “São doentes com anemia, doentes que vão ser submetidos a cirurgias, doentes acidentados com hemorragias, doentes oncológicos que fazem tratamento com quimioterapia, doentes transplantados e muitos outros que necessitam de fazer tratamento com componentes sanguíneos”, refere o IPS.

Enquanto um doente com anemia pode necessitar de uma ou duas unidades de sangue, uma pessoa que necessite de um transplante de fígado ou um doente com leucemia pode necessitar de um número bastante elevado de componentes sanguíneos.

Podem doar sangue todas as pessoas com bom estado de saúde, com hábitos de vida saudáveis, peso igual ou superior a 50 kg e idade compreendida entre os 18 e 65 anos. Para uma primeira dádiva o limite de idade é aos 60 anos.

A dádiva de sangue é benévola e não remunerada. A doação de sangue pode ser feita de quatro em quatro meses pelas mulheres e de três em três meses pelos homens.

Desde Abril que dadores deixam de ter de pagar qualquer taxa na realização de exames nos serviços de saúde públicos ou privados que tenham acordo com o Serviço Nacional de Saúde. Ficam ainda isentos de qualquer pagamento nos serviços de urgência hospitalar.

Além dos dadores de sangue, também os bombeiros estão abrangidos pelas mesmas isenções.

Deixe o seu Comentário

Comentário