Sabrosa lança concurso para a construção da Rede de Saneamento Básico de Saudel

695

A aldeia de Saudel, na freguesia de S. Lourenço de Ribapinhão, vai ser dotada de rede de saneamento básico. Trata-se de um importante melhoramento, há muito desejado pela sua população, e que irá abranger dezenas de fogos e o próprio Santuário de Nossa Senhora da Saúde.

Esta obra é da responsabilidade da Câmara Municipal de Sabrosa e será realizada no âmbito do PO SEUR – Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos. Além dos seus benefícios para a comunidade e para a sua qualidade de vida, terá também reflexo no próprio ambiente, conseguindo-se aqui um duplo efeito que se apraz registar.

O presidente da Câmara Municipal de Sabrosa, Domingos Carvas, referiu a propósito deste empreendimento, que “uma das matrizes que o novo executivo prioriza nas suas políticas públicas, são as infraestruturas básicas dos habitantes do concelho”.

Numa visão mais abrangente, citou que o saneamento básico, além dos seus benefícios e vantagens óbvias adjacentes, é igualmente um instrumento para combater a desertificação ou áreas de baixa densidade populacional. “O concelho de Sabrosa já tem uma boa cobertura de rede de saneamento básico, mas temos pequenas “bolsas” ainda por cobrir. É neste sentido que estamos empenhados em garantir a todos os nossos habitantes o seu bem-estar e as melhores condições de sanidade urbana para eles não abandonarem as suas origens. É este, entre outros, um dos nossos caminhos que vamos continuar a prosseguir”, realçou.

Neste momento, o processo desta obra encontra-se em fase de concurso, prevendo o Município de Sabrosa que as obras iniciem em maio e estejam concluídas antes do Verão. O custo da construção da rede de saneamento básico de Saudel ronda os 280 mil euros, tendo uma comparticipação de 85% de fundos comunitários.

Deixe o seu Comentário

Comentário