Presidente da Águas do Norte vai propor novo adiamento da reunião

976

O presidente da assembleia-geral da Águas do Norte disse hoje à agência Lusa que vai propor a suspensão da reunião agendada para amanhã, em Vila Real, e a sua remarcação para 23 de junho.

A assembleia-geral da Águas do Norte foi iniciada a 31 de março, na cidade transmontana, mas os trabalhos foram suspensos a meio, adiados para 05 de maio (quinta-feira), e por aprovar ficaram o orçamento e plano de atividades da empresa para 2016.

Rui Santos, que é também presidente da Câmara de Vila Real, referiu que a proposta de suspensão vai ser feita depois do Ministério do Ambiente, através da Águas de Portugal (AdP), ter solicitado esse procedimento.

O autarca referiu ainda que vai recomendar que os trabalhos prossigam a 23 de junho.

A suspensão dos trabalhos da assembleia-geral da Águas do Norte aconteceu depois do ministro do Ambiente, Matos Fernandes, ter anunciado a reversão da fusão dos sistemas multimunicipais tomada “contra a vontade das autarquias”.

O anterior Governo PSD/CDS-PP avançou com uma reforma do setor das águas, que resultou na fusão de 19 sistemas que gerem o abastecimento de água em alta em apenas cinco, tendo em vista a harmonização dos preços entre o litoral e o interior.

Esta fusão era uma reivindicação antiga do interior, onde os municípios se queixavam de “pagar a água mais cara do país”.

Foi, no entanto, uma reestruturação muito criticada pelos municípios do litoral que alegam estar “num casamento forçado”.

Deixe o seu Comentário

Comentário