PJ arresta 260 mil euros em ativos a funcionário de Câmara

1405

A Unidade Local de Investigação Criminal da Polícia Judiciária (PJ) de Vila Real arrestou a apreendeu cerca de 260 mil euros em imóveis, produtos financeiros e ainda uma viatura de alta cilindrada, a um funcionário público.

Segundo a PJ, a investigação foi titulada pelo núcleo de Montalegre do Ministério Público e decorreu no âmbito de um “inquérito pelo crime de corrupção praticado por funcionário de uma câmara municipal no norte do país”.

O Gabinete de Recuperação de Ativos da PJ identificou e detetou “património imóvel, móvel e financeiro na titularidade e domínio do arguido correspondente a uma vantagem de atividade criminosa no valor de aproximadamente 260 mil euros”.

Identificados e localizados os ativos e determinada a vantagem de atividade de criminosa, por determinação das autoridades judiciárias competentes, foram arrestados quatro imóveis, uma viatura automóvel de alta cilindrada e nove produtos financeiros.

Atualização – 15 de setembro de 2016

Em causa está um técnico superior da área das obras particulares da Câmara Municipal de Montalegre, segundo noticia hoje o JN. Foram arrestados um automóvel topo de gama, a moradia onde mora o suspeito, engenheiro civil, mais três imóveis e nove aplicações financeiras. O homem é acusado de ter cometido atos de corrupção passiva, alegadamente a favorecer o licenciamento de projetos de construção. O início do julgamento está marcado para o próximo mês, no Tribunal de Vila Real.

Deixe o seu Comentário

Comentário