PJ apreendeu moedas romanas encontradas há 60 anos em Alijó

0
914

A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Norte, recuperou dez moedas do período romano, furtadas no ano de 1985, que faziam parte de um achado arqueológico de sessenta e três moedas encontrado em 1958 dentro de um pote de barro, durante as obras de ampliação do Santuário da Nossa Senhora da Piedade, em Sanfins do Douro, concelho de Alijó.

Apesar de, à data, o furto ter sido alvo de investigação policial e divulgado pela imprensa regional da época, as moedas não foram mais localizadas, tendo-se agora apurado que aquelas foram imediatamente levadas para o estrangeiro naquele ano e vendidas numa feira de numismática na cidade de Vitória, no país vizinho.

A localização das moedas resultou da notícia que chegou em outubro de 2016 a esta Polícia Judiciária, através de um docente da Faculdade de Letras da Universidade do Porto e Presidente da Sociedade Portuguesa de Numismática, alertando para o facto de figurar num catálogo de um leilão, que iria ser realizado dali a alguns dias numa Leiloeira de Madrid, Espanha, um lote constituído por uma raríssima moeda romana, um denário inédito cunhado durante a guerra civil do império romano nos anos de 68-69 D.C., conhecido como o ano dos quatro imperadores, e com preço base de licitação de sete mil euros, que havia sido furtada em Portugal naquele ano de 1985.

Através da investigação, e com a colaboração e intervenção da Brigada de Património Histórico do Corpo Nacional de Policia em Madrid, foi possível, de forma célere, proceder à imediata apreensão daquele denário, evitando, assim, que o mesmo fosse comercializado.

A prova inequívoca que aquele denário era peça integrante do tesouro de Alijó só foi possível obter graças a um estudo de 1983, realizado pelo referido professor universitário ainda antes do furto ter acontecido, através da comparação das fotografias realizadas na altura a todo o conjunto de moedas com as fotografias enviadas pelas autoridades policiais espanholas, o que permitiu recuperar, não só aquele denário, mas também mais nove moedas.

Após o recebimento destas moedas pela Polícia Judiciária nas instalações da Embaixada de Portugal em Madrid, procedeu-se hoje à sua entrega à Direção Regional de Cultura do Norte, assim devolvendo ao património histórico e arqueológico nacional um importante legado.