“Pitoresco” vai dar mais cor a Vila Real

1428

O bloco B do Bairro da Araucária, a rotunda da Praça da Galiza, o viaduto na Nossa Senhora da Conceição, a fachada do prédio junto ao Museu de Numismática e aindas as fachadas do prédio do Hotel Miraneve e do Terminal Rodoviário vão ganhar nova vida a partir desta semana.

O Pitoresco – 1º Festival de Street Art de Vila Real vai pôr oito artistas nacionais de graffiti a pintar murais dedicados às corridas automóveis, à olaria negra, ao Douro ou ao lobo ibérico, com o objetivo de ligar a tradição e a arte contemporânea. A iniciativa decorre entre os dias 15 e 18 de setembro, é organizado pela associação “Instantes Mutantes” e o Município de Vila Real, no âmbito da programação da Capital da Cultura do Eixo Atlântico 2016.

“Apostamos na cultura, apostamos na juventude e na inovação. Um dos objetivos da Capital da Cultura foi precisamente este, dar visibilidade a associações locais e a jovens locais”, afirmou a vice-presidente da Câmara de Vila Real, Eugénia Almeida. Eduardo Porto, que integra a associação, afirmou que o objetivo é “criar um roteiro de street art na cidade de Vila Real”, que atravessa a cidade e leva a zonas menos conhecidas e menos visitadas. “A ideia é que as pessoas visitem a cidade a pé e através dos grafitis conheçam a nossa história e tradição”, sustentou Eduardo Porto.

Daniel Souto, que também integra a “Instantes Mutantes”, destacou a realização de iniciativas como a “Arte nas montras”, com jovens estudantes a pintarem as montras das lojas do centro histórico, “Os pequenos artistas”, em que alunos do 4.º ano do ensino básico vão também pintar um mural, ou o “Batismo de ‘graffiti'”, para quem quiser experimentar esta forma de arte. Durante o fim-de-semana, decorrerão ainda intervenções “flash”, no âmbito da iniciativa “Graffiti Espontâneo”, em vários locais da cidade. Depois há ainda exposições, documentários, feira de artesanato, festival de estátuas vivas e concertos.

Deixe o seu Comentário

Comentário