A Direção Regional do PCP de Vila Real (DORVIR) está contra o encerramento do balcão dos CTT da Araucária, considerando que “os Correios devem ser o garante de um serviço público efetivamente ao serviço do país e das populações”.

“Os Correios, ao longo de mais de cinco séculos, asseguraram a prestação dos serviços postais em condições que lhe permitiram granjear o apreço da generalidade dos cidadãos e de todas as entidades que a eles recorreram. O processo de liberalização imposto pela União Europeia e a privatização dos CTT concretizada pelo anterior governo PSD/CDS trouxe a redução de balcões, a degradação do serviço, o agravamento dos preços, o ataque aos direitos dos trabalhadores, etc.”, explicou o PCP em comunicado.

A DORVIR fala de um “caminho de degradação do serviço postal”, que foi acentuada com a privatização da empresa. “Entre 2009 e 2016 encerraram 564 estações e postos dos CTT,  reduziram-se em largas centenas o número de trabalhadores e aumentou a pressão e o assédio com vista à sua saída, quando, na realidade, faltam trabalhadores nos correios; há vastas zonas do país onde o correio só está a ser distribuído uma vez por semana; recentemente chegou a haver 15 dias de atraso na chegada dos vales postais com as pensões de reforma; estão identificadas centenas de situações em que a distribuição postal é efetuada com “giro em dobra”, isto é, recorrendo à disponibilidade de carteiros que trabalham para além da distribuição que lhes está atribuída na sua jornada. Entretanto, desde 2014, a empresa já distribuiu em dividendos aos acionistas mais de 240 milhões de euros”, afirmou.

“O distrito de Vila Real tem sido profundamente atingido por encerramento de serviços públicos e por políticas emanadas de sucessivos governos que promovem o despovoamento e a desertificação. Continuar a encerrar serviços é continuar a prejudicar a população e a abandonar a região. O que faz falta a esta vasta e importante região não são mais encerramentos e mais abandono. O que precisamos é de um caminho inverso a este, que devolva à região o que foi encerrado e destruído, que restitua o aparelho produtivo, o emprego, os serviços públicos, as freguesias e a qualidade de vida”, informou o PCP.

Por isso, a DORVIR do PCP manifesta o seu desacordo com a intenção da administração dos CTT de encerrar o posto de Araucária, na cidade de Vila Real, e apela às populações que resistam a mais este ataque aos seus direitos e lutem pelo serviço público de correios para todos.

Deixe o seu Comentário

Comentário