Novo edifício do tribunal a funcionar a partir da próxima semana

1926

 

Depois de vários agendamentos para a mudança, será a partir de segunda-feira que os serviços judiciais vão passar a funcionar no antigo edifício do ex-DRM.

As obras de adaptação duraram cerca de um ano e três meses, custaram mais de um milhão de euros e dotaram o antigo edifício com cinco salas de audiência e julgamento, 20 gabinetes, duas salas para arquivo, gabinete médico, sala para advogados, copa.  No edifício, localizado junto ao Jardim da Carreira, vão trabalhar 11 magistrados entre juízes e procuradores da república e 35 funcionários.

Depois da reforma judicial que levou ao encerramento de quatro tribunais no distrito (Boticas, Mesão Frio, Murça e Sabrosa) e à transformação de Mondim de Basto numa secção de proximidade, os serviços foram repartidos entre o edifício sede do tribunal de Vila Real e prefabricados (contentores) que foram instalados na cidade. Agora os serviços mudam-se para um edifício que foi completamente renovado e adaptado às novas funções.

Também o Tribunal de Trabalho, atualmente a funcionar no edifício sede, passará para as novas instalações.

Deixe o seu Comentário

Comentário