Nova plataforma vai facultar serviços médico-veterinários ao domicílio

272

Imagine que tem um animal de estimação que precisa de ser assistido por um médico veterinário, mas não consegue levá-lo à Clinica. A plataforma FoundVet permite-lhe localizar um profissional para prestar assistência ao domicílio.

Este projeto inovador, criado por uma Startup da incubadora de empresas da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), baseia-se numa plataforma tecnológica que permite aos tutores de animais de estimação solicitarem um profissional veterinário para prestação de serviços médicos-veterinários, na residência.

“O pedido é feito através de uma aplicação mobile multiplataforma ou de uma web aplicação, que disponibiliza uma lista de profissionais, de acordo com a sua geolocalização, permitindo aos tutores de animais selecionar e receber comodamente em sua casa serviços médico-veterinários, evitando o transporte e a deslocação dos animais e zelando assim pelo seu bem-estar”, explica João Bordelo, um dos responsáveis do projeto.

O projeto foi recentemente distinguido na 7ª edição do concurso “Montepio Acredita Portugal” destinada a projetos relacionados com novas Tecnologias de Informação e apoiada pela KCS iT. Neste concurso, a FoundVet, venceu o prémio K.Tech.

A FoundVet é uma Startup constituída por uma equipa multidisciplinar de que fazem parte João Bordelo, doutorando em Ciências Veterinárias UTAD, Rúben Craveiro e Nelson Fernandes, dois ex-estudantes do curso de Comunicação e Multimédia também da UTAD, Catarina Coelho, finalista de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária pela Universidade Lusófona e Hugo Araújo, finalista do curso de Design da Escola Superior de Artes e Design, em Matosinhos.

Agora, como vencedora do prémio tecnológico, a FoundVet irá beneficiar de apoio de empresas consultoras especializadas para a sua entrada no mercado, através da atribuição de uma bolsa de horas para implementação das melhores práticas ao nível de PMI (Project Management Institute).

Segundo a plataforma do Concurso “Montepio Acredita Portugal”, a edição de 2017 teve 20 finalistas que, depois de um pitch perante um júri, foram escolhidos de entre os 150 projetos participantes em sete categorias. Este concurso apoiou já 56.196 projetos e foram desenvolvidos 7.742 modelos de negócio.

Deixe o seu Comentário

Comentário