Norte organiza-se e cria consórcio para divulgar trunfos do turismo de natureza

1529

Estratégia junta 14 entidades que querem destacar singularidade dos seus recursos naturais. Protocolo de cooperação vai ser assinado no final da semana em Arouca.

Os trunfos estão espalhados por vários territórios da região Norte. Um parque nacional na Peneda-Gerês, quatro parques naturais, dois geoparques em Arouca e em Terras de Cavaleiros, 19 sítios de interesse comunitário da Rede Natura 2000, duas reservas da biosfera transfronteiriça, duas paisagens culturais Património da Humanidade e ainda seis espaços reconhecidos com a Carta Europeia de Turismo Sustentável – Peneda-Gerês, Montesinho, Alvão, Douro Internacional, Montanhas Mágicas e Alto Minho. Contas feitas, 25% do território do Norte detém vários tipos de classificação.
A oferta está à vista e o primeiro passo para uma promoção concertada do turismo de natureza do Norte do país é dado nesta sexta-feira com a criação do consórcio Norte Natural – Turismo de Natureza da Região Norte. A cooperação reúne 14 entidades e é encabeçado pelo Turismo do Porto e Norte de Portugal.
A dinamização, promoção e divulgação dos destinos de turismo de natureza do Norte estão nos planos deste consórcio que quer destacar a diversidade e singularidade dos seus recursos naturais, bem como valorizar o património cultural.
Para Melchior Moreira, presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal, o turismo de natureza não tem sido trabalhado em escala e em conjunto com os vários intervenientes. O consórcio mudará este cenário com uma estratégia de promoção que, na sua opinião, dará notoriedade à região e com uma oferta que possa cativar os turistas para estadias superiores a uma semana. “Com este novo consórcio, passamos a ter um reforço na oferta, disseminada pelo território, que propõe experiências diferenciadoras que harmoniosamente promovem as sinergias dos quatro sub destinos – Minho, Douro, Porto e Trás-os-Montes”, refere.
O Turismo do Porto e Norte de Portugal lidera o consórcio que reúne várias entidades e associações que têm uma palavra importante na dinamização e promoção do turismo de natureza. A estrutura junta o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, a Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Tua, a Associação de Desenvolvimento das Regiões do Parque Nacional da Peneda-Gerês, a Associação de Desenvolvimento Rural Integrado das Serras de Montemuro, Arada e Gralheira, a Associação Geoparque Arouca, a Associação Geoparque Terras de Cavaleiros, a Associação Parques com Vida, a Associação de Turismo de Natureza e Animação Turística, a Comunidade Intermunicipal das Terras de Trás-os-Montes, a Comunidade Intermunicipal do Alto Minho, a Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, a Comunidade Intermunicipal do Douro e Cooperativa de Turismo de Natureza.

Deixe o seu Comentário

Comentário