Membros do gangue do tabaco detidos em Vila Real

1395

Foram detidos, pela Polícia de Segurança Pública (PSP) de Vila Real, dois indivíduos, com idades compreendidas entre os 30 e 40 anos de idade e residentes na área do Grande Porto, suspeitos de pertencerem ao chamado “gangue do tabaco”.

Os indivíduos são os principais suspeitos da prática de vários furtos, através de arrombamento, de máquinas de venda de tabaco em estabelecimentos comerciais. As detenções dos dois suspeitos ocorreram durante a madrugada de segunda-feira, na zona de Montezelos, na sequência de um alerta para a PSP que um estabelecimento de bebidas estava a ser assaltado.

Segundo a PSP, foram acionados os meios policiais, mas já não foi possível intercetar os suspeitos naquele espaço, uma vez que os mesmos já tinham perpetuado o furto de uma máquina de venda de tabaco do interior do estabelecimento e se colocado em fuga.

No entanto, não foi descurada a vigilância e fruto da persistência policial foi efetuada uma “busca” pela área circundante, tendo os suspeitos sido intercetados num local ermo e de difícil acesso, no momento em que, surpreendidos pelos agentes policiais, abandonavam a máquina de venda tabaco anteriormente furtada, bem como duas viaturas.

A PSP intercetou e deteve os dois suspeitos, sendo que os mesmos estavam acompanhados por um outro indivíduo que, segundo o mesmo comunicado, se pôs em fuga e que, neste momento, embora já identificado ainda não foi localizado. “O indivíduo está referenciado e possui um vasto cadastro, sendo que, inclusivamente, já esteve preso pela prática deste tipo de crime”, revelou a força policial.

Uma das viaturas que foi abandonada pelos detidos teria, segundo a PSP, sido furtada nessa noite, na zona de Felgueiras. O comunicado adianta que também estava referenciada num assalto a um estabelecimento de bebidas daquela localidade, ocorrido no mesmo espaço temporal.

A viatura foi recuperada e já foi entregue ao seu legítimo proprietário. A outra viatura era pertença de um dos indivíduos e foi também apreendida por ter sido utilizada para a prática do crime. Foram ainda apreendidos martelos e gorros, adianta a PSP.

Confrontados com as suspeitas, os detidos acabaram por assumir a autoria do furto do veículo e de vários assaltos a estabelecimentos comerciais ocorridos na região, cujo modus operandis era, fundamentalmente, os furtos de máquinas de venda de tabaco em estabelecimentos comerciais, as quais eram transportadas para locais ermos e aí desmanteladas.

Através da recolha e comparação de vestígios, foi ainda possível, segundo o comunicado a que o NVR teve acesso, associá-los a outros furtos a estabelecimentos comerciais ocorridos nesta cidade de Vila Real. Os detidos pernoitaram nas “celas privativas” da PSP e vão ser presentes, durante o dia de hoje, a primeiro interrogatório judicial no Tribunal da Comarca de Vila Real para aplicação das medidas de coação.

Deixe o seu Comentário

Comentário