Marcelo diz que “não há ninguém no seu bom senso” que não defenda descentralização

984

O Presidente da República defendeu hoje que não há ninguém “no seu bom senso” que não defenda a descentralização para Portugal e referiu que, onde é difícil de ser alcançada, está surgir pela vontade de autarcas e populações.

Na segunda edição da iniciativa “Portugal Próximo”, desta vez dedicada a Trás-os-Montes, Marcelo Rebelo de Sousa parou em Vila Real, no Parque de Ciência e Tecnologia, para visitar a plataforma da vinha e do vinho que está a ser impulsionada pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).

Depois de uma prova de vinhos produzidos por antigos estudantes da UTAD, o Presidente da República falou sobre a descentralização para defender que pode haver ideias diferentes, mas que “não há ninguém no seu bom senso que não defenda para Portugal a descentralização”.

“E onde ela é mais difícil ser atingida em termos institucionais está a surgir pela vontade das populações, pelo dinamismo dos autarcas, pela criatividade das universidade e força da sociedade civil”, salientou.

 

 

Saiba mais na edição desta semana do NVR

 

Deixe o seu Comentário

Comentário