Investigadores da UTAD colaboram em livro premiado pela Organização Internacional do Vinho

850
Foto: SF UTAD

 

O Júri de Prémios da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV) comunicou recentemente a atribuição do Prémio OIV 2016, na categoria Enologia, ao livro “Química Enológica – métodos analíticos. Avanços recentes no controlo da qualidade dos vinhos e de outros produtos vitivinícolas”. Nesta obra colaboraram cinco investigadores da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).

Trata-se de uma obra que “evidencia os novos conhecimentos sobre o controlo da qualidade de vinhos e de outros produtos de origem vitícola” e agrega conhecimento “acumulado em Portugal nas últimas décadas, nos vários centros de investigação, universidades e outras organizações”.

O livro contou com a colaboração de 31 investigadores e técnicos portugueses “especialistas, detentores do mais alto nível técnico e científico existente em Portugal”. A coordenação científica ficou a cargo de A.S. Curvelo-Garcia e de Paulo Barros. Colaboraram, por parte da UTAD, os docentes e investigadores Ana Alexandra Mendes-Ferreira, Arlete Mendes-Faia, Paula Martins-Lopes, Leonor Pereira e José Ramiro Fernandes.A nota de abertura é da autoria de Fernando Bianchi de Aguiar, presidente honorário da OIV e membro cooptado do Conselho Geral da UTAD.

Esta é uma das “poucas obras publicadas em língua portuguesa sobre esta temática” e um “referencial da maior importância quer para os laboratórios de controlo de qualidade do sector vitivinícola quer para os docentes e estudantes do Ensino Universitário ou Politécnico”.

Segundo a OIV, na edição de 2016, foram atribuídos 12 prémios e 13 menções honrosas tendo sido apreciados 40 trabalhos, selecionados a partir de 76 candidaturas recebidas.

Deixe o seu Comentário

Comentário