Inquérito sobre morte de idosa em Sabrosa foi arquivado

703

A ARS do Norte não encontrou qualquer infracção disciplinar no processo de inquérito para apurar as circunstancias em que morreu uma idosa nos bombeiros de Sabrosa, há um ano e meio.

Em outubro de 2014, uma mulher de 74 anos dirigiu-se ao centro de saúde onde alegadamente não terá sido atendida devido a uma greve do pessoal administrativo e auxiliar. Na altura, a doente dirigiu-se ao quartel de bombeiros de Sabrosa para pedir ajuda. O INEM foi chamado ao local mas a idosa acabaria por morrer.

Um ano e meio depois, o processo de inquérito está concluído.

Segundo a TSF a Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte adiantou que se provou que a utente foi observada pelo seu médico de família. Não houve qualquer conduta que possa ser considerada infracção disciplinar e, por isso, mandou arquivar o processo.

Deixe o seu Comentário

Comentário