Iluminação LED vai reduzir fatura energética municipal em dois terços

594

O investimento da Câmara de Vila Pouca de Aguiar de cerca de um milhão de euros na “eficiência energética nas infraestruturas públicas da administração local”, que advirá em grande parte do programa comunitário Norte 2020, irá permitir uma redução entre 60 a 70% da fatura energética municipal.

Este projeto de eficiência energética irá permitir, desde logo, a iluminação nos edifícios públicos e em Vila Pouca de Aguiar e Pedras Salgadas. Já em vigor está um protocolo entre o Município e a EDP Distribuição para as luminárias rurais e que já levou a que a aldeia de Outeiro esteja praticamente toda alumiada a LED com a recente introdução de 48 luminárias.

O Município paga atualmente cerca de 45 mil euros/mês em iluminação pública. A substituição de cerca de mil lamparinas em Vila Pouca de Aguiar e Pedras Salgadas através de uma verba comunitária que ascenderá os duzentos mil euros irá permitir uma redução significativa na fatura da autarquia que nas duas vilas é atualmente de cerca de dez mil euros/mês.

Na sede de concelho, foi recentemente substituída a iluminação pública com a introdução LED no Parque Florestal através de 30 luminárias, na Mata da Carvalhada com 35 lamparinas e na Praça João Paulo II com 60 projetores. Neste espaço, por exemplo, com a redução de 150 para 50 watt/projetor, a fatura mensal da autarquia passou de mil para trezentos euros/mês. A iluminação LED é em modo de cor branca e uma vez que todas as lamparinas ficarão ligadas a iluminação será uniforme.

Deixe o seu Comentário

Comentário