O PSD da Junta de Freguesia de Vila Real disse, através de comunicado, que o orçamento da recentemente aprovado “não defende as famílias nem as empresas”. Francisco Rocha, em resposta, considera que “PSD não leu o plano e orçamento”.

“Os eleitos do PSD na Assembleia de Freguesia de Vila Real, muito provavelmente, não leram o plano e orçamento que lhes foi proposto para aprovação e continuam a não perceber o que são competências e atribuições da Junta de Freguesia de Vila Real. O voto contra do PSD não pode ser justificado por uma afirmação vaga, desprovida de sentido, sem qualquer fundamentação ou sequer uma única proposta alternativa”, afirmou o presidente da Junta.

“Com este voto contra, aquilo que os eleitos do PSD disseram aos nossos Concidadãos é que são contra a abertura do novo Pólo da Freguesia na zona Além Rio, que são contra a requalificação do Parque Desportivo da Almodena, que são contra a requalificação dos estendais comunitários no Bairro da Araucária, a requalificação do espaço público no Bairro Santa Maria, só para dar alguns exemplos. Ou seja, são contra tudo aquilo que consta do Plano e Orçamento da Junta de Freguesia para 2018 e que segue a linha orientadora do esforço de contenção de despesa, consolidando a sustentabilidade da autarquia, sem descurar os serviços e atividades prestados à população, às escolas e às diferentes instituições sociais, culturais, recreativas, ambientais e desportivas da cidade”, continuou.

Sobre a acusação de estar a 400 quilómetros dos eleitores e por ter delegado funções a outro elemento da Assembleia, o autarca responde: “penso que os Cidadãos eleitores da Freguesia já o fizeram de forma esmagadora no passado dia 1 de outubro, ao escolherem de forma esclarecida e em total liberdade, o PS, e os seus eleitos, para o governo da sua Freguesia.”

Deixe o seu Comentário

Comentário