Freguesia de São Tomé do Castelo e Justes ajuda desempregados de longa duração

1196

Pelo terceiro ano consecutivo, a União de Freguesias de São Tomé do Castelo e Justes, através da medida Contrato Emprego-Inserção+, do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), permite a desempregados regressarem ao mercado de trabalho.

No dia 15 de Maio, três residentes da freguesia iniciaram um contrato de um ano, dando assim continuidade à política da União de Freguesias de ajudar desempregados beneficiários do Rendimento Social de Inserção e outros desempregados elegíveis. De referir que em três anos de funcionamento o projeto já chegou a 12 trabalhadores /12 famílias.

O presidente da União de Freguesias de São Tomé do Castelo e Justes, Francisco Coutinho, salienta a importância desta medida do IEFP na “diminuição do desemprego e no apoio às famílias locais”.

O trabalho a desenvolver pelos trabalhadores, que iniciaram contrato durante o mês de Maio, será no âmbito da Preservação e Proteção do Património. Pretende-se principalmente melhorar o estado de conservação das estruturas existentes (caminhos, estradas, iluminação, fontes, entre outros) e “continuar a fazer dos Santuários do São Bento do Castelo e de Nossa Senhora de Lurdes lugares cada vez mais reconhecidos local e nacionalmente”, refere o autarca.

O apoio destes trabalhadores será também fundamental para a dignificação que a Comissão de Festas de S. Bento 2017-2018 está a levar a cabo no Santuário e na zona envolvente para preparar as grandes festividades que terão lugar no primeiro fim-de-semana de Junho, entre os dias 2 a 5.

Deixe o seu Comentário

Comentário