“Filho da Mãe” hoje na Torre de Quintela

1246

 

Conhecido como Filho da Mãe, o virtuoso guitarrista Rui Carvalho apresenta o terceiro e mais recente disco, “Mergulho”, gravado no Mosteiro de Rendufe, em Amares, Braga. A par de Norberto Lobo, Peixe ou Grutera, Filho da Mãe integra um especial conjunto de guitarristas portugueses que leva este instrumento como assunto sério.
‘Mergulho’, o novo disco com selo da Lovers&Lollypops, será o mote que o levará a fazer ecoar as seis cordas nas paredes altas de uma torre medieval da segunda metade do Séc. XIII. “Mergulho” foi produzido por João Brandão, nos Estúdios Sá da Bandeira, e é fruto de uma residência artística proporcionada pela associação Encontrarte-Amares. O artwork do disco foi desenhado pela Cláudia Guerreiro.

Filho da Mãe atua na Torre de Quintela, uma pequena torre com uma grande história, erguida sobre um maciço rochoso no sopé da Serra do Alvão. Datada na segunda metade do século XIII, tudo indica que esta torre medieval, tenha sido edificada no reinado de D. Afonso III (1248-1279), por ordem de D. Alda Vasques, que a utilizou como residência senhorial.

Deixe o seu Comentário

Comentário