Filandorra estreia hoje Lubis-Homem de Camilo Castelo Branco

1106

A Filandorra – Teatro do Nordeste estreia hoje em Ribeira de Pena a divertida comédia de Camilo Castelo Branco Lubis-homem.Trata-se da 65ª produção da Companhia e é a primeira estreia do programa das comemorações dos 30 anos a fazer teatro e a formar públicos na região.
O novo projecto teatral da Companhia foi desenvolvido no seguimento do convite feito pela Câmara Municipal de Ribeira de Pena no âmbito das comemorações do Ano Camiliano em Ribeira de Pena e para assinalar os 175 anos do casamento de Camilo e Joaquina que a obra Lubis-homem retracta. Aliás, nesta Comédia em três actos Camilo retracta-se a si mesmo no papel de protagonista (um estudante disfarçado de lubis-homem) rodeado de todo o cenário que circunscreveu a sua vida em Ribeira de Pena no tempo em que se casou com Joaquina Pereira: um estudante travesso e conquistador, um galanteador que se enamora de Joaquina (retractada na personagem Mariana) sem prever as consequências. Para além do valor biográfico de que se reveste a obra, Lubis-homem é também a narração de uma série de quadros de vida campestre na região: serões, encamisados, estúrdias, arraiais, crenças e preconceitos populares, que a Filandorra vai reproduzir em palco com a colaboração de associações culturais locais numa performance que é o término da Residência Artística da Companhia naquele Concelho numa experiência de Teatro e Comunidade.
A estreia de Lubis-Homem tem lugar no Largo da Igreja Matriz do Salvador pelas 21h30, numa envolvente cénica que recria o ambiente da época de Camilo. O espectáculo inicia com a chegada dos encamisados (mascarados) à eira onde as raparigas da aldeia fazem a espadada (acto de estomentar o linho), no dia em que inicia em Ribeira de Pena a XVIII edição da Feira do Linho.
Lubis-Homem conta com encenação de David Carvalho e no elenco Anita Pizarro, Bibiana Mota, Débora Ribeiro, Helena Vital, Bruno Teixeira, Gonçalo Fernandes, Silvano Magalhães e Victor Santos, bem como cerca de 200 elementos de associações locais, nomeadamente do Rancho Folclórico e Juvenil de Balteiro, Grupo de Bombos da Associação Cultural e Desportiva de Santa Marinha, da Cooperativa de Linho de Limões, da Cooperativa de Linho de Cerva e do Grupo de Cantares Artesãos da Trofa.

Deixe o seu Comentário

Comentário