Fernando Santos vai receber o grau de Doutor Honoris Causa pela UTAD

2510

O selecionador nacional Fernando Santos vai ser distinguido com o grau de Doutor Honoris Causa pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), em cerimónia solene que terá lugar na Aula Magna desta Universidade, no dia 18 de novembro, às 10h30.

Com a atribuição deste importante grau honorífico, a UTAD pretende homenagear o seu percurso profissional na atividade desportiva e, mais recentemente, os resultados obtidos pela seleção nacional no campeonato da Europa de futebol, realçando os valores desportivos que tem vindo a aplicar e a incentivar, e que lhe permitem deixar uma marca na história do desporto português.

Fernando Santos nasceu a 10 de outubro de 1954, em Lisboa. Formou-se como Engenheiro Técnico de Eletrónica e Telecomunicações em 1977 pelo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa e foi Diretor dos Serviços Técnicos no Hotel Palácio Estoril entre 1981 e 1998. Iniciou a sua carreira de jogador no Operário da Graça em 1970/71. Depois, seguiram-se o Desportivo da Graça, Sport Lisboa e Benfica, Estoril, Marítimo, novamente Estoril, de 80/81 até fevereiro de 1987, altura em que assumiu a condição de treinador, tendo conduzido a equipa primeiro à divisão de Honra e depois ao escalão principal do futebol português.

Depois de quatro temporadas no Estrela da Amadora, onde levou o clube à melhor classificação de sempre na 1ª divisão, mudou-se para o Futebol Clube Porto em 1998, tendo conquistado o título nacional logo na sua primeira época. Em 2001 rumou à Grécia, onde treinou o AEK e o Panathinaikos. Regressou a Portugal em 2003 para treinar o Sporting. Em 2004 voltou ao AEK, tendo conduzido o clube ao apuramento para a Liga dos Campeões.

Em 2006 regressou ao Benfica, tornando-se no primeiro técnico português, e o terceiro a nível mundial, a comandar as equipas de futebol dos três principais clubes portugueses. De volta à Grécia em 2007, treinou o PAOK e em 2010 aceitou o convite para orientar a seleção helénica. Em setembro de 2014 foi apresentado como treinador da seleção portuguesa, conseguindo a qualificação para o EURO 2016. Em 2016, sob a sua liderança técnica, a seleção nacional sagrou-se campeã europeia.

Detentor de um palmarés notável, nele se destacam: um Campeonato da Europa (2016), uma Liga Portuguesa (1998/99), duas Taças de Portugal (1999/00 e 2000/01), duas Supertaças Cândido Oliveira (1998/99 e 1999/00), uma Taça da Grécia (2001/02), para além de vários prémios em Portugal (CNID, ANTF, Bola, Record, entre outros). No Estrangeiro, foi Treinador do Ano na Grécia (nas épocas de 2001/2002, 2004/2005, 2008/2009, 2009/2010, 2011 e 2013) e Treinador da Década entre 2000 e 2009.

Fernando Santos, a partir de 18 de novembro, tornar-se-á 10º Doutor Honoris Causa desta Universidade, associando o seu nome aos de Franciscus Maria  Lubbers (antigo Primeiro-Ministro Holandês), António Lobo Antunes (escritor), Wei Zhao (reitor da Universidade de Macau), Francisco Javier Olazabal (empresário), Manoel de Oliveira (cineasta), Luís Valente de Oliveira (académico e antigo governante), Luís Garcia Braga da Cruz (antigo presidente da CCDR-N ) João Rosas Nicolau de Almeida (enólogo) e o Comité Olímpico de Portugal.

Deixe o seu Comentário

Comentário