Feira Anual de Santo André de 30 de novembro a 8 de dezembro

1040

De 30 de novembro a 8 de dezembro, Mesão Frio está em festa, com um dos mais tradicionais e antigos certames do país – a Feira Anual de Santo André. O evento centenário, de ampla dimensão, traz à memória as tradições, destacando os produtos regionais e artesanais e a grande animação que lhe é tão característica.

Ao longo de vários dias, são esperados milhares de visitantes naquela que é uma das maiores romarias do Douro, na porta de entrada desta região. Para este ano, a Câmara Municipal de Mesão Frio voltou a preparar um programa cultural diversificado.

A festividade concelhia tem início com as comemorações do município, no dia de feriado municipal, com a atribuição de distinções honoríficas a cidadãos que tenham prestado serviços relevantes ao município, seguindo-se um almoço convívio entre os homenageados. À noite, pelas 22 horas, o salão de festas da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Mesão Frio será palco para a habitual noite de Fado, com a atuação do grupo D’Ouro Fado.

No dia 1 de dezembro e tal como dita a tradição, haverá a feira dos burros, no parque de estacionamento da zona de lazer e a corrida de cavalos a passo travado, que decorrem, respetivamente, durante o período da manhã e da tarde. Nas ruas de Mesão Frio, a animação será uma constante. Pelas 11 horas, os visitantes poderão assistir à atuação das concertinas da Associação Cultural de Lameirão. Às 14 horas, Maria Celeste, Pedro Malheiro e Seus Amigos, sobem ao palco, na Avenida Conselheiro José Maria Alpoim, para cantarem ao desafio. No mesmo local, às 15h30, atua o Grupo de Cantares Tradicionais O Arrais do Douro.

Na sexta-feira, dia 2 de dezembro, pelas 21 horas, os entusiastas do todo-terreno partem da Avenida Domingos Monteiro, para o 8.º passeio noturno Rotas de Santo André, uma organização da associação Génese da Aventura. Às 21h30, o pavilhão multiusos municipal recebe o 2.º encontro de danças de Santo André, com a atuação dos grupos Bibliodance, Grupo de Danças Andinas Intichaski e a Escola de dança Sabor Latino.

No dia seguinte, pelas 8 horas, os amantes do todo-terreno partem do pavilhão multiusos municipal, para o passeio diurno Rotas de Santo André. A viagem termina na pista de obstáculos, na zona de lazer. À noite, pelas 21h30, a biblioteca municipal de Mesão Frio tem preparada a exposição de fotografia «Por terras de Mesão Frio: Ontem e Hoje», espaço onde atuará a Tuna da Associação Musical de Freamunde.

A animação nas ruas de Mesão Frio prossegue no dia 4 de dezembro, com a Associação da Concertina e Bombos Santiago de Baião. A Associação Cultural e Desportiva de Vila Marim preparou um torneio de Sueca que acontecerá no pavilhão multiusos municipal, em que serão atribuidos prémios às primeiras quatro duplas mais bem classificadas, com a oferta de uma garrafa de vinho a cada participante. Às 14h30, a Avenida Conselheiro José Maria Alpoim recebe o festival de folclore organizado pelo Rancho Folclórico Barqueiros do Douro, no qual participam a Associação Cultural do Rancho Folclórico de Arrentela (Seixal), o Rancho Folclórico da Associação de Danças e Cantares de Villa Bonelli (Itália) e o Rancho Folclórico As Ceifeiras de Valadares (Baião).

No dia 7 de dezembro, pelas 21h30, no pavilhão multiusos municipal, a peça de teatro musical «O duende malvado», fará as delícias de miúdos e graúdos.

As festividades terminam com chave de ouro, no dia 8 de dezembro, dia de mercado medieval, em que animação de rua atingirá o seu pico, ficando a cargo do Grupo de Bombos ACDVM e o Grupo de Bombos de Telões. Às 14 horas, o cortejo medieval percorre as ruas principais da vila, em direção ao Claustro do Convento de São Francisco, onde será recitada a carta da feira e levada a cena uma pequena peça encenada pela Companhia de Teatro Filandorra – Teatro do Nordeste. Não faltarão a animar cuspidores de fogo, figurinos alegóricos da época, um grupo de gaiteiros medievais, os grupos de bombos e as danças medievais.

Deixe o seu Comentário

Comentário