Exército confirma detenção de sargento-chefe em operação contra o tráfico de armas

1399

O porta-voz do Exército confirmou que um sargento-chefe, a prestar serviço no Regimento de Paraquedistas de Tancos, se encontra entre os detidos pela Polícia Judiciária (PJ) numa operação de combate ao tráfico de armas. O suspeito  é um sargento-chefe de 54 anos, que presta serviço no Regimento de Paraquedistas de Tancos.

Ontem a PJ de Vila Real anunciou a detenção de 12 suspeitos, entre os 30 e os 71 anos, suspeitos de integrarem uma rede que actuava por toda a região Norte, e é fortemente suspeita da prática dos crimes de associação criminosa e tráfico e mediação de armas.

Após 20 buscas domiciliárias por vários concelhos da zona Norte do país, a Polícia Judiciária apreendeu um autêntico arsenal.

Vão ficar em prisão preventiva quatro dos 12 detidos numa operação contra o tráfico de armas em várias localidades do Norte do país, determinou esta ontem o Tribunal de Instrução Criminal (TIC) do Porto.

Entre os suspeitos em prisão preventiva encontra-se um sargento-chefe do Regimento de Paraquedistas de Tancos.

Os restantes arguidos vão aguardar o desenrolar do processo em liberdade, sete com termo de identidade e residência e um com obrigatoriedade de apresentações periódicas.

Deixe o seu Comentário

Comentário